Sindsaúde tem nova diretoria em eleição acompanhada pelo MPT‏!

“Com apuração de votos acompanhada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco, foi escolhida a nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Seguridade Social do Estado de Pernambuco (Sindsaúde). Por uma diferença de 1333 votos, a chapa 1, encabeçada por Miriam Soares da Silva, foi eleita pela categoria. A contagem das cédulas foi realizada na última sexta-feira, (1º), na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT), e foi acompanhada pelo procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco, José Laízio Pinto Júnior.

De acordo com o estatuto, a chapa eleita tem mandato válido para o triênio 2016/2019. A eleição foi realizada nos dias 29, 30 e 31 de março e o total de votos apurados foi de 2793, em 48 urnas. A chapa vencedora teve 2063 votos e a segunda, 730 votos. “A apuração dos votos ocorreu de forma tranquila e transparente, podendo o MPT contribuir com o exercício do direito sindical, tão importante para o mundo do trabalho”, comentou José Laízio.”

 

Assessoria de Imprensa- MPT Pernambuco

Kamilla Rogge

 

Projeto de Lei do Governador possibilita promoção anual dos servidores!

Enquanto uns quatro gatos pingados se preocuparam, e, se preocupam perdendo o tempo em supostamente dividir a categoria, disseminando que as negociações como: convocação do último concurso público da saúde, destravamento do PCCVS e outros pontos de interesse dos servidores, é tudo mentira, nós nos preocuparmos com a união, desenvolvimento e o bem estar da classe trabalhadora, pois é como o falecido Bob Marley dizia :

“Unidos venceremos
Divididos,
Cairemos”

É pensando nessa frase, que nó nos preocupamos com a união da classe trabalhadora, pois Unidos somos mais fortes!

Sandro Luiz

http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/politica/pernambuco/noticia/2016/04/07/projeto-de-lei-do-governador-possibilita-promocao-anual-dos-servidores-da-saude-230036.php

Paralisação de 48 horas em Passira!

PARALISAÇÃO DE 48 HORAS EM PASSIRA. No mês de março foi realizado uma paralisação de advertência de 24 horas. A prefeitura não deu ouvidos aos trabalhadores, não sinalizou nem uma forma de dialogo com o sindicato, não definiu oficialmente nenhuma data, para reabrir as negociações e sentar com o sindicato e os trabalhadores. Assim sendo o sindicato encaminhou o que foi aprovado em Assembleia Geral pelos trabalhadores, ou seja, vem realizando desde às 08:00horas do dia 6 de abril uma paralisação de 48 horas, que será encerrada às 08:00horas do dia 8. O ponto de pauta; Salário abaixo do mínimo, produtividade(AIH), PCCVS e etc.. Tudo se resume no TAC – termo de acordo de conduta, que ainda não foi cumprido pela gestão. Os trabalhadores ficaram concentrados em frente a unidade Mista Nossa Senhora da Conceição, em seguida fizeram uma caminhadas, pelas ruas e centro da cidade, eles estão participando do ato, convictos dos seus direitos, do seu trabalho e da sua luta. Os diretores do sindsaúde Rejane Santana Luciano, Socorro Silva, Morgana Carneiro Silvana Lucia Costa Moises, Ricardo, Haniel Nunes e Assis Tiago De Oliveira Tiago participaram do ato junto com os trabalhadores, eles não estão só nesta luta e jamais serão abandonados pelo seu sindicato, assim como eles foram abandonados, pelo prefeito de Passira. Os trabalhadores cruzaram os braços, e pernoitaram em frente ao hospital, reivindicando o seus direitos. Conforme a presidenta Mirian Soares, o prefeito de Passira, é quem vai definir o rumo deste movimento, ou ele reabre as negociações, ou vai arcar com as consequências das suas atitudes. A categoria sabe que a luta é permanente, por isso que. O Sindicato e a Resistência Somos Todos Nós. Pense nisso..

 

Haniel Nunes – Diretor Sindical

Este slideshow necessita de JavaScript.