Gigantes de luta

HR, HGV, HBL, HOF e HAM. O que diferencia um do outro é o número de trabalhadores, porque garra, e a determinação de lutar por dias melhores são idênticas. Em busca dos seus direitos, quantas vezes o HR parou Agamenon? o HGV quantas vezes parou a Caxangá? e o HBL, HOF e HAM quantas vezes fizeram o mesmo? os trabalhadores desses hospitais tiveram motivos pra isso, eles sabem muito bem, que esse governo é o único responsável pela situação caótica, em que se encontra o servidor público da saúde. É um absurdo, o trabalhador ter que comprar fardamento, ter que fazer empréstimos, pra pagar suas contas, e no seu dia de folga, ao invés de estar com a família, tem que dá extra, pra poder complementar seu salário, e cobrir suas despesas. Infelizmente o governo só tem dinheiro pra atender seus interesses, é por isso que ele faz contrato e paga extra, agora dinheiro pra dá um aumento digno aos servidores, ele nunca tem. Queremos deixar claro que as Referências de Pauta, que foram apresentadas na semana passada, no hospital Otavio de Freitas e no hospital Agamenon Magalhães, são as mesmas, que foram apresentadas esta semana, dia 6 no HGV, dia 7 no HR, e dia 8 no HBL. E serão as mesmas, que o sindicato irá apresentar em todos Hospitais do Estado. Portanto não há motivos dessa migração de alguns trabalhadores, movidos por uma “oposição maluca”, correr de hospital em hospital, em busca de participações em todas mini assembleias. A categoria pode ficar tranquila, o sindicato jamais irá permitir que uma “oposição maluca” venha tumultuar, dificultar, atrapalhar, perturbar, e prejudicar o processo de definição da pauta, que estar sendo extraída dessas mini assembleias. Para a presidenta Mirian Soares as mini assembleias estar sendo fundamental para os trabalhadores, e a participação do diretor jurídico Sandro Luiz e do advogado (Dr. Roberto Pinto) do sindicato, tem sido muito importante. As mini assembleias desses gigantes HR, HGV, HBL, HOF e HAM, foram bem participativas, os trabalhadores tiraram suas dúvidas, e deram sugestões. O debate foi aberto, com clareza, com transparência, e todos trabalhadores que participaram dessas mini assembleias tiveram vez, voz e voto. Os Pontos de Referência criado pelos próprios trabalhadores, foram aprovados por eles mesmos, é questão de lógica, não podia ser diferente, jamais a categoria iria deixar de aprovar aquilo que ela mesma vem reivindicando do seu sindicato.

REFERÊNCIAS DE PAUTA.
A) Readequação do Salário Base dos Novos Concursados;

B) Reajuste do Perigo Laboral;
C) Reajuste Salaria;
D) Aumento do Vale Alimentação;
E) Correção da Lei do PCCVS;
F) Pagamento da Produtividade na Licença Prêmio;
G) Fardamento Completo;
H) Incorporações das Gratificações pra Aposentadoria;

I) Adicional Noturno
J) Abertura de 10 Agências Perícia Médica Interior.
L) Desconto de apenas um Vínculo do SASSEPE.

A Campanha Salarial/2017 está nas mãos da categoria, outros pontos poderão ser apresentados, a categoria é quem define e decide o seu futuro, o sindicato só irá encaminhar o que for aprovado, por isso a importância dos trabalhadores, nessas mini assembleias. Os demais hospitais e maternidades podem aguardar, as mini assembleias serão realizadas em todo Estado. A luta continua, a luta é permanente, Trabalhador participe, o futuro da categoria depende da sua participação, e o sindicato não pode pagar por sua omissão. Pense nisso…..

Haniel Nunes – Secretaria de Comunicação e Imprensa

Este slideshow necessita de JavaScript.