Nenhum direito a menos

No dia 10 pela manhã às 9 horas o Sindsaude-PE, a CUT, os movimentos sociais e as demais Centrais Sindicais, estiveram mais uma vez concentrados na praça do Derby, em seguida saíram em passeata pelas ruas da cidade do Recife, em protesto contra a Reforma Trabalhista e Previdenciária do presidente Temer e foram direto para o Ministério do Trabalho e Emprego, onde invadiram o ministério e fizeram praticamente um comício na porta de entrada, todas as centrais tiveram direito a fala e demostraram tremenda indignação contra essa reforma. A paralisação nacional puxada pela CUT e as centrais sindicais, tem como objetivo barrar, impedir a retirada de direitos trabalhistas tais como; FGTS, férias, décimo 13, aposentadoria e etc.. “O Brasil está passando por um momento difícil, mas não podemos permitir que a classe trabalhadora seja penalizada, como sempre o sindicato vem fazendo o seu papel, saindo em defesa dos direitos da classe trabalhadora,” finalizou a presidenta Mirian Soares. Infelizmente os nossos governantes querem fazer as reformas da sua maneira, sem ouvir a classe trabalhadora e as centrais sindicais, o único recurso que nos resta é protestar, fazendo paralisações e atos públicos. Estamos vivendo um momento crítico, não podemos recuar, cada um precisa fazer a sua parte, resistindo, mobilizando e participando, só assim iremos nos fortalecer e avançar em defesa dos direitos de todos. “NENHUM DIREITO A MENOS,” essa é a bandeira daqueles que lutam por dias melhores, que lutam com seriedade por dignidade, respeito e profissionalismo, essa é a nossa bandeira, a bandeira do Sindsaude. Pense nisso….. 

Haniel Nunes – Secretaria de Comunicação e Imprensa

Este slideshow necessita de JavaScript.