A voz do Sindsaúde ecoa junto ao grito dos excluídos!

Hoje 7 de setembro de 2019, Dia da Independência do Brasil, vivemos num país capitalista e corrupto, será que temos algo pra comemorar? Logo pela manhã, às 8 horas, os diretores do Sindsaude Rudenil, Ricardo, Índio, Moises, Ivan Miguel, Maria Do Carmo, Socorro Silva, Neide Calado, Rejane e Haniel Nunes, junto com a CUT, as centrais sindicais, os estudantes e os movimentos sociais, já estavam concentrados em plena praça do Derby em Recife, em seguida saíram em caminhada pela Av. Agamenon Magalhães onde participaram da 25° edição do Grito dos Excluídos, cujo tema: Esse Sistema não Vale: Lutamos por justiça, direitos e liberdade. Em Serra Talhada quem representou o Sindsaude no grito dos excluídos, foram as diretoras Jozyêda, Neves e Edneuza. O sindicato estará sempre presente, em defesa da inclusão social. O sindicato não poderia ficar de fora desse movimento, inclusive com um tema que é a bandeira do Sindsaude, essa direção desde que assumiu o mandato sempre lutou por justiça, direitos e liberdade. Sempre esteve na busca de um país mais justo e igualitário, acreditando que só com uma política de inclusão social, poderemos abrir caminhos alternativos para uma sociedade mais inclusiva. Desde 1995 que o Grito dos Excluídos ecoa por todo Brasil, o pontapé inicial desse movimento foi puxado pela igreja católica, mas essa é a bandeira de todo aquele que tem um coração fraterno e humano. Que o grito possa ecoar para além do infinito, ultrapassar as fronteiras, levando uma mensagem de paz, esperança e fé, de uma classe tão sofrida mas responsável, trabalhadora e honesta. Assim como o grito do Ipiranga chegou até Portugal e toda Europa, que o grito dos excluídos chegue até o congresso brasileiro, e possa abrir os olhos desses partidos políticos que são aliados a esse governo e ao sistema capitalista. Que o congresso brasileiro entenda que queremos apenas justiça, direitos e liberdade. O grito é puxado por aquelas pessoas que sempre sofreram desigualdade e exclusão social, gerada pela miséria, injustiça e exploração econômica desse governo, e é essa classe trabalhadora que vem carregando o país nas costas. Para a presidenta Mirian Soares o sindicato sempre esteve na busca por direitos, igualdade e inclusão social, mas o que esperar de um governo que só dá ouvidos aos patrões, empresários e burgueses? Esse grito que ecoa não é só dá igreja, é da CUT, das centrais sindicais, dos estudantes, dos movimentos sociais e do Sindsaude. Juntos somos mais fortes. Pense nisso….

Haniel Nunes – Secretaria de Comunicação e Imprensa

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um comentário em “A voz do Sindsaúde ecoa junto ao grito dos excluídos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.