EM BELÉM, O PREFEITO NÃO PAGA E A GREVE TAMBÉM NÃO PARA

Desde o dia 22 de janeiro que os trabalhadores de Belém do São Francisco cruzaram os braços, o prefeito atrasou o salário novamente, ele ainda não pagou o mês de dezembro, já vi esse filme antes. Até quando o prefeito continuará agindo com irresponsabilidade? Até quando os trabalhadores continuarão trabalhando sem receber seu salário? Mesmo sem receber um centavo, os trabalhadores do hospital Dr. José Alventino Lima, não deixaram de atender os serviços de urgência e emergência, continuam honrando com seus compromissos e deveres, o prefeito é que não vem cumprindo com os direitos dos trabalhadores. Um gestor que não dá assistência hospitalar a população, e ainda atrasa o salário dos trabalhadores, demonstra o descaso com a saúde e a falta de respeito com a população Belemita. O sindicato sempre defendeu e defenderá os interesses da classe trabalhadora. Hoje(25) pela manhã durante o movimento paredista, depois que o sindicato colocou algumas faixas em frente ao hospital, em protesto as atitudes do prefeito, rapidinho ele apareceu no hospital para sentar com o sindicato e o movimento grevista, eu, Haniel Nunes diretor sindical, junto com uma comissão de trabalhadores, sentamos com o prefeito no próprio hospital, infelizmente não chegamos a nenhum acordo, o prefeito disse que não tinha condições de pagar o salário em dia, portanto, ele deixou claro que continuará atrasando o salário dos trabalhadores. Durante a reunião, de forma arbitrária o prefeito Licínio, mandou seus subordinados arrancar a faixa do sindicato, e foi o que eles fizeram, arrancaram a faixa e levaram. Lembrando que é a segunda vez que o prefeito faz isso. “Sendo assim, graças ao prefeito de Belém, os trabalhadores irão fortalecer o movimento grevista, na verdade a categoria é que aprova e decidem sua luta.” Finalizou o diretor Tiago. A luta continua, quem tem posto a mão no arado, não pode mais olhar pra trás. Pense nisso…….

Haniel Nunes – Secretaria de Comunicação e Imprensa

Este slideshow necessita de JavaScript.